quinta-feira, 10 de novembro de 2011

I Wish You Here - 15ª Parte.



XxXx: Está chorando filha?
Sophia: Claro srt. Mary Crawfoard –riso- Mãe é sério, eu estava com muita, muita saudade mesmo. Não agüento mais ficar aqui com meu pai.
Mary: Mas você já está aí há tanto tempo.
Sophia: Nesse “tanto tempo” foram poucas vezes que nós nos falamos.
Mary: Desculpe filha, desculpe-me por não ter te dado a atenção que você tanto quis, e tanto precisou.
Sophia: E ainda preciso.
Mary: Em breve nós vamos nos ver, só tenha um pouco mais de paciência.
Sophia: Tudo bem, mãe.
Mary: Agora tenho que desligar, estou chegando ao meu trabalho.
Sophia: Ok, tchau, te amo.
Mary: Também te amo.

Desliguei o telefone e afundei minha cabeça no travesseiro, queria minha mãe aqui por perto, ela sim me entenderia e me apoiaria. Minha mãe faz tanta falta, tem momentos que eu queria ela de volta com o meu pai, mas ás vezes eu penso que ela não merece tamanho desgosto.
Despertei dos meus pensamentos com algum inseto maligno batendo na minha porta.

Sophia: Entra...
Brandon: O almoço está servido.
Sophia: Não quero.
Brandon: Sophiaa...
Sophia: Não começa, você tem que me respeitar, se eu não estou com fome me deixe aqui. Não é porque eu não quero comer que eu estou tendo uma recaída, ok?
Brandon: Você que sabe. Mas qual é o motivo da falta de fome?
Sophia: Minha vida.
Brandon: E o que tem ela?
Sophia: Ah, se eu fosse falar gastaria muito tempo e saliva. Então resumindo: ELA É UMA MERDA!
Brandon: Acredite, tem pessoas com problemas piores que os seus, pode ter certeza disso.
Sophia: O senhor Isaac está lá embaixo?
Brandon: Sim. Seu pai, você quis dizer.
Sophia: Não quis dizer nada, não coloque palavras na minha boca. Aquele homem não é e nunca foi meu pai.
Brandon: Cuidado com o que você diz, você tem um pai hoje, amanhã você pode perdê-lo.
Sophia: Se eu o perdesse não faria falta, ele não faz parte da minha vida mesmo.
Brandon: Se você pensa assim, não sou eu que mudarei sua opinião. Mas, voltando ao assunto almoço, se eu trouxer um pouquinho pra você, Você come?
Sophia: Já disse que estou sem fome.
Brandon: Só um pouquinho, por favor.
Sophia: Garoto insistente, pode trazer.
Brandon: ok, já volto.

Ri dele e ele saiu deixando a porta aberta, ele deve ter assumido a profissão de garçom, ou de meu empregado. Mas brincadeiras à parte, desde que nossos pais se separaram o Brandon tem sido meu pai e minha mãe, ele cuida de mim como se eu fosse um bebe, principalmente após meu tratamento para distúrbio alimentares, que surgiu na minha vida logo apos o Andrew ter ido embora, eu senti-me tão mal, abalada, senti todos os sentimentos de uma vez só, minha cabeça era como um turbilhão, achei que iria enlouquecer, não tinha forças para me alimentar, e como nesse ano o Brandon ainda estudava, ele nem percebeu que eu tinha parado de comer, então comecei a ficar mais tempo ainda, até uma semana.

Depois de um tempo começou os desmaios que se tornaram cada vez mais freqüente, foi ai que descobriram que eu estava com um sério problema.
Fiquei em uma clínica por um mês e depois desse tempo continuei o tratamento por três meses em casa. E porque sai tão cedo da clinica? Por que meu pai estava com medo de que pensassem que sua filha fosse uma drogada, e estava com medo de eu sujar sua imagem com meu problema, e nessa fase de tratamento em casa o Brandon que me ajudava na alimentação e na medicação, porque meu pai passava, como sempre, a maior parte do seu tempo na sua maldita empresa, cuidando do seu maldito dinheiro.

Daí o lugar da minha total mudança de humor e de aparência, foi onde percebi que ninguém se preocupava comigo, a não ser o Brandon, então eu mudei. Mudei meu vocabulário, minha vestimenta, meu cabelo. Tudo mudou, fiquei até mais fechada para o mundo, olhava todos demonstrando ódio e desprezo, mas ninguém descobriu que por trás daquele olhar existia uma garota que só estava casada de ser ignorada e queria um pouco mais de atenção da sua família. Meu pai, nesse tempo todo, só me tratava com desprezo, segundo ele: Devido a minha mudança, porém, ele nunca quis saber o motivo por trás dessa rebeldia toda.


XxXx: Pensando em que? –Disse o Brandon entrando com uma bandeja na mão-
Sophia: Na vida.
Brandon: A gente passou por tanta coisa, não é mesmo? –colocou a bandeja na cama-
Sophia: Pois é. E só eu e você, porque nossos pais não estavam presentes.
Brandon: Talvez não por culpa deles.
Sophia: A culpa deve ser minha, por acaso. –irônica-
Brandon: Odeio essa sua ironia, sabia?
Sophia: Sabia, agora sai daqui.
Brandon: Educação zero, e obrigada almoço Brandon -imitando minha voz, e saiu-

Ainda bem que ele trouxe pouca comida, não estou com fome, e dessa vez não é desculpa pra não comer, realmente, aquela discussão com meu pai fez meu apetite ir por água abaixo. Mas mesmo assim comi, não queria que o Brandon pensasse que eu estava tendo uma recaída, e também não queria fazer aquele tratamento de novo, aqueles remédios são horríveis, ou melhor, remédios são horríveis. ‘-‘

Acabei meu almoço e coloquei a bandeja no chão, cuidadosa eu? Claro, muito mesmo. Levantei e peguei meu notebook, fazia séculos que eu não entrava no Twitter, facebook, MySpace, enfim, diversas redes sociais inúteis que eu tinha.
Entrei no meu MySpace, e vi alguns vídeos. Eu cantando e tocando violão, céus, eu devia ser presa por cantar e tocar tão mal assim. Pelo menos é minha opinião, eu e Andrew tocávamos e cantávamos juntos, aliás, ele que me ensinou a tocar.

Momento de tirar o Andrew da cabeça, ainda não sei por que estou pensando nele, mas de vez enquando é assim mesmo, ele invade meus pensamentos. Continuei vendo os vídeos até ser interrompida pelo meu celular tocando, olhei no identificador, era Justin, OMG havia até me esquecido dele. Estiquei-me um pouco e peguei o celular.

Sophia: Alô?
Justin: Oi Shawty, liguei pra saber como você está.
Sophia: Estou bem Bieber.
Justin: Comeu alguma coisa hoje.
Sophia: Sim, o Brandon trouxe o almoço no meu quarto.
Justin: Boa menina. Estou com saudades.
Sophia: Vamos ao cinema hoje?
Justin: Adoraria, mas não posso.
Sophia: Por quê?
Justin: Estou em Nova Iorque, tenho um show aqui daqui algumas horas.
Sophia: Que pena.
Justin: Tenho que ir, o Scooter está me chamando para o ensaio.
Sophia: Vai lá, tchau.
Justin: Beijos, eu te amo, ta?
Sophia: ta, beijos. –desliguei-

Não estava pronta para dizer eu te amo de novo, ainda estou insegura nessa relação com o Justin, sei lá. É típico de Sophia não confiar muito nas pessoas.

Algumas horas mais tarde...
Nove horas da noite, estava cedo mais eu já estava na minha cama, passei a tarde toda na net, fazia meses que não ficava assim. Desliguei o abajur e fechei os olhos.

Parecia que eu estava fora de mim, via meu pai e mais algumas pessoas sentadas em poltronas em um lugar aparentemente luxuoso, já vi esse lugar antes, esse é o jatinho particular do meu pai, mas porque ele está usando? Eu via as pessoas mais  não estava presente no lugar, podia vê-las e não tocá-las confesso que isso é um pouco estranho. Meu pai estava sentado ao lado de um homem, cujo próprio eu não conseguia ver o rosto.

XxXx: E então Isaac, pronto para sua nova sede?
Isaac: Essa nova empresa em Las Vegas veio em um momento bem oportuno.
Jason: Como assim?
Isaac: Meus filhos não são os mesmos comigo, todos me odeiam, o que me resta a fazer é pensar só no trabalho.
Jason: Nossa, e o que você fez para que eles te odiarem tanto?
Isaac: O que eu fiz? Na verdade o que eu não fiz, eu nunca fiz nada pra eles.
Jason: E o que o senhor irá fazer?
Isaac: Como eu disse, pensarei apenas no trabalho.

Nós o odiamos? Eu o odeio. O Brandon não odeia o Isaac, ou será que odeia, porque meu pai está dizendo isso? O que está acontecendo? Ouvi uma voz soar abafada no auto-falante do avião, era o piloto.
Piloto: Passageiros, por favor, coquem os cintos, vamos passar por uma pequena turbulência.
Senti um frio na espinha, turbulência nunca são boas, meu pai e os outros passageiros obedeceram e colocaram os cintos, todo avião começou a tremer, cada vez mais e mais, vi mascaras de oxigênio caindo para os passageiros, a “pequena turbulência” tomou uma proporção que ninguém esperava, inclusive o piloto.
O avião continuava a balançar, dessa vez com mais intensidade, e a velocidade com que ele estava aumentava, como se ele estivesse caindo.
Ouvi um estrondo e todos estavam completamente machucados, e irreconhecíveis, aparentemente mortos em meio a destroços. Fechei os olhos para não ver cena tão horrível.

Acordei com o despertador tocando, era seis horas da manhã, eu respirava ofegante e estava completamente assustada, que sonho foi esse que eu acabei de ter, confesso que pesadelos nunca me assustaram, mas de uns dias pra cá, tenho ficado cada vez mais aterrorizada, desejei que nunca tivesse dito essas palavras “Se eu o perdesse não faria falta, ele não faz parte da minha vida mesmo.” Ele faria falta sim, por mais ruim que ele fosse, continuava sendo meu pai.
Hora da escola –pensei. Levantei da cama e tomei banho, depois, fui até meu Closet escolhi uma calsa jeans escura, meu all star, regata branca com uma jaqueta preta por cima. Perfeito. Vesti-me e desci.

Sophia: Bom dia.
Isaac&Brandon: Bom dia.
Brandon: Vem tomar café.
Sophia: Obrigada Brandon, mas já vou pra escola.
Isaac: E eu para o trabalho. –levantou-se-

Quando meu pai se levantou eu não consegui me segurar, veio em minha cabeça aquela cena, dele caído e totalmente machucado em meio à destroços do avião. Fui até ele e o abracei, à principio ele estava com seu jeito frio, continuava com sua maleta na mão, mas logo depois ele colocou a maleta na mesa e me abraçou também. Brandon nos olhou incrédulo, mas eu nem ligava. Depois de um tempo, soltei do meu pai, peguei minha mochila, a chave do meu carro e parti para a escola.


----------------------------- 



Hi *--*
Gostaram do capitulo? Espero que sim...
Até o próximo.
Beijos Day’

~15 comentários ~

21 comentários:

  1. Adooreeeei' Flõooor ' *--*

    #Parabéns ;D

    @Iara_rockstar

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa contiinnuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  3. Continuaa Pleasee ;*
    Taa muitoo boom dirando as partes
    dos pesadelos...

    ResponderExcluir
  4. Tenho acompanhado seu blog pelo celular, e não tinha como eu comentar, mais hj estou pelo not, então, estou amando a sua IB, muito boa, estou gostando muito,continua *-*
    @Febre___Bieber

    ResponderExcluir
  5. Coontinuaa..noosa que capitulo mais flustante....maais aamei

    ResponderExcluir
  6. Ameiii que fofos eles se abraçando! Continuaaa <3

    ResponderExcluir
  7. aaaaaaaaaaaaa sera que vai acontecer alguma coisa com o pai dela poxa num deixa acontecer nada ñ please credooo chega me arrepio faz com que ela impeça sei la´h mais num deixa nada acontecer com o pai dela ñ agora continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa táh perfeito seu ib amei amei que abraço quase choro aqui

    ResponderExcluir
  8. muito legal até chorei mas não vem ao caso

    continuaaaa pf

    ResponderExcluir
  9. aanw *--*
    perfeito ,muitoo perfeitoo \õo

    amei amei !!

    Muitoo boom ,to mt curioosa ' continuaa ..
    PLEASE *-*

    ResponderExcluir
  10. Ta perfeito continua amei amei ameii!!!

    ResponderExcluir
  11. continua, esse capitulo ficou bem legal, na vdd todos ficaram... vc leva jeito pra escrever

    ResponderExcluir
  12. Acho que o sonho dela deve ser um aviso de que algo venha acontecer com o pai dela.
    espero que não aconteça nada
    CONTINUA......

    ResponderExcluir
  13. Continuaaaaa logo, Please ?
    Meu eu neem tenho mais elogios para definir seu #IB elle é Otimo, sério se vooc arriscar fazer um livro de todas as Histórias que vooc faz, eu posso te dar certeza que eu compraria seu livro, sério, vooc está de Parabéens ♥


    By: Thalita Furtado' @Thalitas2fb

    ResponderExcluir
  14. Agora ela esta dando valor ao seu pai. Ninguém pode fazer isso, por causa de uma separação dos seus pais ou de outras coisas. Um vez aconteceu comigo uma coisa parecida, meu pai disse ao Juiz que eu não era filha dele e ia pedir um exame de DNA, eu fiquei super triste e comecei a ignora-lo. Meu pai é separado da minha mãe, sempre quis ter ele ao nosso lado, mais depois que ele pediu o exame eu não considerava como pai. Mas tudo mudou hoje eu não quero perder o meu pai, por mais que ele não more comigo, eu quero que sempre esteja ao meu lado. Te amo Pai. Amei louca pra ver o proximo capitulo. Continuuaaa

    ResponderExcluir
  15. Por que vc sempre me deixa curiosa?!
    Mais isso é legal!

    ResponderExcluir
  16. NOOOOOSSA AMEIIIIIIIIIIII ...

    AAAWN ELLA ABRAÇO MSMOO OO PAII DELLLA ? KKKKKK SIIIM AAAWN QQ LIIINDOOO MANOOOO MTT LINDOOO MSMOOO.

    CADAA DIIA Q PASSA TA FICANDO MTO MAIS PERRFEITO OO SEUU #IB AMOOOOOOOOOOOR *-*

    AAIII MEUUU G-ZUIS SERÁ Q VAII ACONTECER ALGO COOM OO SR. ISAAC ? AAAA TOOMARA QQQ NÃOO NEEH TADIIINHA DAA SOPHIA IRIA FICAR ARRASADA NEEEH :(

    AAAAIN ESSE CAPITULOO ME DEIIXO TANTAS PERGUNTAAAS KKKKK' MAAAS TA PERFEITOO ♥

    BJBJ DAAY'

    @_beekinha_JB

    ResponderExcluir

Comente. O que achou do capitulo?
Devo mudar algo?
O que acha que acontecerá no próximo?

Elogios e criticas são sempre bem vindos.
Comentários ofensivos serão excluídos.

Se for comentar em anonimo, deixe seu Twiiter no final do comentário. Caso não tiver, deixe apenas seu nome.

Obrigada por comentar.
Beijos. Day'